Com o objetivo de complementar os saberes sobre os aspectos dos espaços urbanos e rurais na Ilha de Santa Catarina de forma concreta, os alunos do 7º ano (turma 72) da Escola Básica Municipal Virgílio dos Reis Várzea, realizaram saída de estudo para a região norte e central da ilha. A atividade contemplou as disciplinas de Geografia (professora Bianca) e História (professora Maria Gorete).

Nos bairros de Ratones e Vagem Pequena, os alunos observaram as características rurais ainda presentes no município. Em seus cadernos de campo anotaram as práticas agropecuárias, os sistemas agrários, as relações de trabalho encontradas, além dos aspectos da colonização na ilha que influenciaram nas características rurais locais.

Na região central da ilha, com o auxílio de antigas fotos, os educandos perceberam as transformações na paisagem com o processo de urbanização, como a criação do aterro e a verticalização da cidade. Identificaram o processo de “higienização” da capital do estado de SC na perspectiva da onda de modernização vinda da Europa. Deram visibilidade às populações de afrodescendentes como formadores de grande parcela da população florianopolitana e observaram as transformações e o processo de urbanização ocorrido na região central de Florianópolis e suas implicações com as relações de trabalho estabelecidas no pós abolição da escravatura e a formação da identidade local.

Como conclusão dos estudos, cada educando elaborou um pequeno relatório de campo com suas observações.